Unidade Domiciliária de Cuidados Paliativos do Planalto Mirandês

UDCPPM

Unidade Domiciliária de Cuidados Paliativos do Planalto Mirandês

scmm-mogadouro-idosos-1

Quem Somos?

A Unidade Domiciliária de Cuidados Paliativos do Planalto Mirandês (UDCP-PM) iniciou o seu funcionamento em Fevereiro de 2010, com apoio e financiamento da Fundação Calouste Gulbenkian. Tem como parceiros as Câmaras Municipais de Mogadouro, Miranda do Douro e Vimioso, as Santas Casas da Misericórdia de Mogadouro, Miranda Douro e Vimioso e a Unidade Local de Saúde do Nordeste.

A UDCP-PM tem por missão prestar cuidados paliativos gratuitos no domicílio a doentes portadores de doença crónica progressiva e incurável, assim como apoio aos seus familiares/cuidadores.

Os profissionais da UDCP-PM têm procurado dar resposta às necessidades físicas, psicológicas, sociais e espirituais, dos doentes e das suas famílias, durante todo o processo de doença prolongando-se pelo processo de luto. Procuramos prevenir e/ou intervir no sofrimento das pessoas com doença incurável e progressiva através de estratégias específicas de controlo sintomático e apoio psicossocial, proporcionando melhor qualidade de vida. As equipas da UDCP-PM estão disponíveis 24 horas por dia e 7 dias por semana. Esta disponibilidade permite-nos apoiar os doentes e famílias que se encontrem em situações complexas, onde isoladamente os cuidadores não conseguem dar resposta à especificidade exigida de cuidados. Esta resposta permite que o doente permaneça no seu domicílio com conforto e qualidade de vida.

A equipa tem como objetivos:

  • Cuidar de todos aqueles que sofrem de doença avançada, progressiva e incurável, no domicílio, com o objetivo de lhes proporcionar o máximo de qualidade de vida e conforto na fase terminal da sua vida.
  • Proporcionar ao doente a possibilidade de permanecer em casa junto dos seus familiares.
  • Conhecer profundamente as necessidades e preocupações do doente e família, estando presente em todos os momentos.
  • Cuidar da pessoa de forma holística e prestar cuidados mais humanizados.
  • Diminuir o sofrimento e aumentar o sentido e qualidade de vida.
 

Tipologia: Cuidados Paliativos

Responsável: Enfº Luís Miguel Pereira Rodrigues

Inauguração: 2010

O que fazemos?

Oferecemos cuidados de saúde e sociais a uma população cada vez mais envelhecida e vulnerável, cujo aumento da esperança média de vida lhe determinou necessidades contínuas. A equipa multidisciplinar dá resposta aos utentes durante 24 horas por dia, 7 dias por semana, o que garante uma resposta mais personalizada e próxima do utente e da família. A nossa intervenção só é possível com formação específica adequada, pelo que os profissionais desta equipa têm formação especializada/avançada. É fundamental pensar na formação contínua de todos os profissionais, com vista a conseguir uma prestação de cuidados otimizados e com rigor técnico, pois a valorização e o desenvolvimento de competências são a chave para o sucesso. A equipa sente também a necessidade de preparar os cuidadores de modo a que estes possuam as ferramentas necessárias para a prestação de cuidados de promoção de qualidade de vida e conforto aos nossos utentes.

Proporcionamos as condições necessárias para que independente das condições Sócio-Económicas, o doente possa ter um final de vida com qualidade e suporte adequados no seu domicílio.

slide-scmm-1

Documentação

Pode consultar o documento original na secretaria da ERPI SJD

GALERIA

Contactos

Telef:

+351 279 341 275

Fax. 279 341 277

Morada

Avenida de Espanha nº1,
5200-203 Mogadouro

Email:

uccmogadouro@misericordiamogadouro.com

Apoio Domiciliário às Demências

SADD

Serviço de Apoio Domiciliário à Demência

pagina-atualizada-apoio-domiciliario-demencia-01-01

Serviço de Apoio

O Serviço de Apoio Domiciliário à Demência (SADD) presta cuidados gratuitos, multidisciplinares, individualizados e personalizados no domicílio à pessoa com demência e ao seu cuidador, retardando uma institucionalização, permitindo à pessoa continuar a viver no seu meio habitual de vida, com qualidade.

Este serviço atua também de forma preventiva, oferecendo estratégias de intervenção precoce quando são detetados fatores de risco associados a sinais de desenvolvimento de processo demencial. Providencia formação às famílias e a população, enfatizando a divulgação e a educação no sentido da compreensão da problemática, combatendo assim o estigma. 

O Serviço de Apoio Domiciliário à Demência é uma resposta que promove a assistência às pessoas com demência ou em risco de desenvolver um processo demencial e o apoio aos seus familiares/cuidadores, permitindo à pessoa permanecer no seu meio habitual de vida por mais tempo e otimizando os cuidados que lhe são prestados pelos cuidadores.  

Responsável: Enfº Luís Miguel Pereira Rodrigues

 

Informações do Serviço

Serviço de Apoio Domiciliário à Demência (SADD):

  • Surge na continuidade do Projeto Domiciliário de Apoio à Demência (PADD) que foi, no decorrer de dois anos de existência, cofinanciado pelo Programa Operacional de Inclusão Social e Emprego (PO ISE) e pela Câmara Municipal de Mogadouro. Este Projeto conquistou em julho, após candidatura, o primeiro lugar da 7ª edição do Prémio Maria José Nogueira Pinto.
  • É atualmente cofinanciado pela Santa Casa da Misericórdia de Mogadouro e pela Câmara Municipal de Mogadouro, sendo totalmente gratuito para os utentes e seus familiares.
  • Faz-se constituir por uma equipa de trabalho multidisciplinar que compreende as especialidades de Neurologia, Enfermagem, Psicologia Clínica e Animação Sociocultural.
  • Compreende também a existência de um gabinete para apoio e facultamento de informação presencial e via telefone acerca das demências e suas vicissitudes clínicas, familiares e sociais.
  • Baseia-se no desenvolvimento de um conjunto de atividades que passam pela intervenção e diagnóstico multidimensional, no acompanhamento de utentes e cuidadores de proximidade, na promoção da saúde e bem-estar do utente, na gestão e disponibilização de cuidados personalizados, na prestação de cuidados médicos especializados e na monitorização do seu estado psíquico e clínico.
  • Dispõe de um banco de ajudas técnicas para empréstimo gratuito aos utentes, por forma a melhorar o seu conforto e a potenciar a sua autonomia.
  • O trabalho desta equipa é sempre realizado no domicílio, sendo o objetivo principal manter os utentes no seu meio habitual de vida, retardando uma institucionalização.
  • A equipa garante um acompanhamento de 24 horas, 7 dias por semana, intervindo também em situações de crise.
  • Os cuidados no domicílio constituem cuidados de proximidade, evitam o isolamento social e são economicamente vantajosos para as famílias e para os serviços de saúde.
  • O SADD constitui assim uma ação social inovadora gerando uma nova solução que vai além da complementaridade às respostas tradicionais existentes. Atua de forma preventiva, personalizada e ao domicílio, dando resposta às dificuldades e necessidades das pessoas com demência e seus cuidadores.
servico-apoio-domiciliario-demencia-atualizada (8)
demencia-pagina-nova
carta-sadd-01
servico-apoio-domiciliario-demencia-atualizada (6)
servico-apoio-domiciliario-demencia-atualizada (2)

Outras Informações

São destinatários do SADD:

  • Pessoas que se encontrem no seu domicílio, em situação de evidência de sinais ou sintomas de alterações cognitivas (diminuição da memória e pelo menos uma das seguintes: afasia, apraxia, agnosia e perturbação da capacidade de execução), acompanhadas ou não de alterações comportamentais, alterações do pensamento, alterações da perceção, alterações do humor, que representem um declínio face a um nível prévio de funcionamento. Estes défices cognitivos causam deficiências significativas no funcionamento social ou ocupacional do indivíduo e configuram um quadro de transtorno neurocognitivo/demência.
  • Ainda, são destinatários do SADD pessoas que se enquadrem no quadro sintomático acima descrito, mas cujos sintomas de degeneração cognitiva não sejam suficientemente disruptivos da vida social e ocupacional ou pessoas que não preencham todos os critérios que configurem um transtorno neurocognitivo/demência mas que representam um défice cognitivo ligeiro.
  • Para além dos indivíduos afetados pelo anteriormente descrito, são também destinatários do SADD os cuidadores informais dos mesmos.

Critérios de admissão:

(Portadores do 1º critério ou pelo menos 2 dos critérios seguintes)

  • Diagnóstico/suspeita de Transtorno Neurocognitivo;
  • Evidência de alterações comportamentais;
  • Necessidade de controlo de sintomas;
  • Incapacidade/sobrecarga do cuidador;
  • Problemas e/ou necessidades que exijam intervenção multidisciplinar.

Critérios de exclusão:

  • Utentes que não sendo portadores do 1º critério de inclusão, não possuam pelo menos dois dos critérios de inclusão seguintes;
  • Utentes sem cuidador (referenciados ao Centro de Saúde da área de residência);
  • Utentes em que a situação clínica não possa ser tratada no domicílio.

Constituem objetivos do PADD:

  1. Melhorar a qualidade de vida das pessoas e famílias;
  2. Contribuir para a permanência dos utentes no seu meio habitual de vida, retardando ou evitando o recurso a estruturas residenciais de institucionalização;
  3. Prestar os cuidados e serviços adequados às necessidades biopsicossociais dos utentes com transtorno neurocognitivo ou com défice cognitivo ligeiro: diagnóstico e acompanhamento de utentes.
  4. Assegurar um atendimento individual e personalizado em função das necessidades específicas de cada pessoa;
  5. Promover a dignidade da pessoa e oportunidades para a estimulação do respeito pela história, cultura, e espiritualidade pessoais e pelas suas reminiscências e vontades conscientemente expressas;
  6. Contribuir para a estimulação de um processo de envelhecimento ativo;
  7. Promover o aproveitamento de oportunidades para a saúde, participação e segurança e no acesso à continuidade de aprendizagem ao longo da vida e o contacto com novas tecnologias úteis;
  8. Prevenir e despistar qualquer inadaptação, deficiência ou situação de risco, assegurando o encaminhamento mais adequado;
  9. Promover estratégias de manutenção e reforço da funcionalidade, autonomia e independência, do autocuidado e da autoestima e oportunidades para a mobilidade e atividade regular, tendo em atenção o estado de saúde e recomendações médicas de cada pessoa;
  10. Promover um ambiente de segurança física e afetiva, prevenir os acidentes, as quedas, os problemas com medicamentos, o isolamento e qualquer forma de mau trato;
  11. Contribuir para a conciliação da vida familiar e profissional do agregado familiar;
  12. Reforçar as competências e capacidades das famílias e dos cuidadores informais;
  13. Informar e sensibilizar os cuidadores informais e a população em geral acerca das dinâmicas e características dos transtornos neurocognitivos e de como perceber sinais do seu surgimento.

Detalhes

Quem somos?

  • O Projeto de Apoio Domiciliário às Demências (SADD) é cofinanciado pela Câmara Municipal de Mogadouro.
  • É gratuito para o utente e suas famílias.
  • Somos uma equipa de trabalho interdisciplinar que compreende as especialidades de Neurologia, Psicologia Clínica, uma Animação Sociocultural e Enfermagem.

O que fazemos?

  • Avaliamos todos os casos sinalizados pela comunidade, pelas famílias, pelos serviços de saúde e por outros serviços sociais.
  • Procedemos ao diagnóstico, acompanhamento e monitorização multidisciplinar dos vários casos de demência admitidos.
  • A intervenção multidisciplinar no âmbito do SADD será personalizada e individualizada.
  • Pretendemos estimular o aumento da qualidade de vida dos utentes com demência ou numa frase precoce da doença, bem como dos seus cuidadores.
  • Atrasar o surgimento de mais sintomas, preservando e estimulando as capacidades cognitivas que o utente ainda tem intactas, pelas vias farmacológicas e não farmacológicas.
  • Atrasar a institucionalização do utente, fazendo com que o utente permaneça em casa por mais tempo e com mais qualidade de vida e bem-estar.
  • Apoiar, técnica e emocionalmente, de forma efetiva as famílias e os cuidadores informais.
  • Valorizar a informação e a educação, sensibilizando a população em geral e os cuidadores informais em particular acerca das dinâmicas da demência e de como lidar com os utentes demenciados.

Onde estamos?

  • Vamos a sua casa, em todo o concelho de Mogadouro.
  • Temos um gabinete em Mogadouro, na unidade de Cuidados Continuados Integrados, que visa o apoio e facultamento de informação presencial ou via e-mail, ou via telefone.
PADD-carrinha
servico-apoio-domiciliario-demencia-atualizada (1)
carrinha-nova-premio-fidelidade

Prémio Fidelidade

CUIDADOS GRATUITOS, MULTIDISCIPLINARES, NO DOMICÍLIO, A PESSOAS COM DEMÊNCIA E SEUS CUIDADORES, RETARDANDO A PROGRESSÃO DA DOENÇA E ADIANDO A INSTITUCIONALIZAÇÃO.

Documentação

Para sinalização de casos à equipa basta telefonar ou dirigir-se ao gabinete e preencher a ficha de sinalização.

Para isso necessita dos seguintes documentos:

Cartão de cidadão ou Bilhete de identidade;
Número de utente (SNS);
Número de Identificação Fiscal (NIF);
Número de beneficiário.

Quem pode sinalizar um Utente?
Outras IPSS;
Entidades ligadas à saúde;
Comunidade.

GALERIA

Contactos

Telef:

+351 279 341 275

Morada:

Avenida de Espanha nº1
5200-203 Mogadouro

Email:

teraideia@misericordiamogadouro.com

Unidade de Cuidados Continuados Integrados

ucci

Unidade de Cuidados Continuados Integrados
entrada-ucci

Quem Somos?

Unidade de Longa Duração e Manutenção de Mogadouro encontra-se integrada na Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados (RNCCI).

A Unidade presta cuidados de saúde e de apoio social de forma integrada e continuada.

Os cuidados são centrados na recuperação global da pessoa, promovendo a sua autonomia e melhorando a sua funcionalidade, no âmbito da sua situação de dependência em que se encontra.

Tipologia: Respostas Sociais: 3ª Idade

Responsável: Enfº Luís Miguel Pereira Rodrigues

Inauguração: 2008

O que fazemos?

Visa:

  •  Promover autonomia;
  •  Promover a reabilitação/ readaptação;
  •  Reintegrar pessoas idosas e cidadãos em situação de dependência;
  •  Reforçar a participação e co-responsabilização dos / familiares cuidados principal no processo de cuidados do doente.

 

Unidade de Longa Duração e Manutenção

  • É uma unidade de internamento, de caráter temporário ou permanente com prestação de apoio social e cuidados de saúde de manutenção a pessoas com doenças crónicas, com diferentes níveis de dependência e que não reúnam condições para serem cuidadas no domicílio.
  • Tem por finalidade proporcionar cuidados que previnam e retardem o agravamento da situação de dependência, favorecendo o conforto e a qualidade de vida. 
  • É critério de admissão nesta unidade a não recuperação antes de 90 dias.

 

fazemos-pagina-ucc
quem vai cuidade si

Quem vai cuidar de si?

Os Cuidados Continuados exigem um trabalho em equipa que integra vários grupos profissionais. Enquanto permanecer na Unidade de Cuidados Continuados de Longa Duração, várias pessoas vão estar envolvidas nos seus cuidados, contribuindo para o seu conforto e segurança.

A sua colaboração é fundamental para o sucesso do seu tratamento e recuperação.

Nestas Unidades, a equipa constituída por diferentes  profissionais, dá o seu melhor para cuidar de si e apoiá-lo com todo o seu saber e experiência.

  • Médico
  • Fisiatra
  • Enfermeiros
  • Assistente Social
  • Fisioterapeuta
  • Educação Física
  • Educadora Social
  • Psicólogo
  • Podologista
  • Nutricionista
  • Terapeuta da Fala
  • Apoio Espiritual
  • Trabalhador de Serviços Gerais
  • Cabeleireiro e Imagem
  • Administrativo
  • Rececionista

Médicos

Para além dos médicos da Unidade poderá ser observado pelo seu médico de família e/ou outras especialidades sempre que necessário.

Enfermagem

A Unidade dispõe de uma equipa de enfermagem que trabalha 24 horas por dia, 7 dias por semana.

O Enfermeiro desenvolve com a restante  equipa, consigo e com a sua família o plano de cuidados (Plano Individual de Intervenção)  com  objectivos orientados para as suas necessidades, em termos de:

  •  Prevenção;
  •  Recuperação;
  •  Reabilitação.

Vamos ajudá-lo a atingir e conservar o mais alto nível de saúde, bem estar e qualidade de vida.

 

Serviços

Serviço Social

A Assistente Social tem como função o apoio psicossocial do doente e família, bem como a articulação com os serviços internos e externos à unidade assegurando assim a ligação destes à Rede de Suporte informal e formal, assegurando o planeamento da alta.

Participa no acolhimento do doente e família, na elaboração do plano individual de intervenção e na preparação da continuidade dos cuidados.

Serviço Administrativo

Todos os procedimentos administrativos são tratados pelos funcionários administrativos.

Fisioterapia

A Fisioterapia tem como objetivo  principal  recuperar funções eventualmente perdidas.

Nestas Unidades de Cuidados Continuados vamos ter consultas médicas  de Fisiatria  e  diariamente  tratamentos de fisioterapia.

As excelentes condições que temos para lhe oferecer e a sua colaboração contribuirão para melhorar a sua qualidade de vida.

cuidados-ucci
apoio-pagina-ucci
cuidados-ucci-2

Outras informações:

Internamento

Se for Internado, deve trazer:

  •   O cartão de utente;
  •   Bilhete de Identidade;
  •   Cartão  de Benefeciário (S.Social, SAMS, ADSE, etc.);
  •   Cartão do Cidadão;
  •   Lista e medicamentos.

Vestuário e artigos de uso pessoal

  • Nas Unidades de Cuidados Continuados poderá usar a sua roupa de uso diário, assim como a usada para dormir ( camisas, pijama, roupão, chinelos)
  • Poderá trazer os seus artigos de higiene pessoal (escova de dentes, pasta de dentes, gel/espuma de barbear, lamina ou máquina de barbear, pente);
  • As suas roupas serão lavadas e arranjadas na Unidade;
  • Se tiver prótese dentária peça ao  enfermeiro uma caixa própria para a guardar. Não embrulhe em papel ou lenço para impedir que inadvertidamente possa ir com a roupa suja ou mesmo para o lixo;
  • Não traga objetos de valor para a Unidade.

Alimentação

O seu regime alimentar poderá fazer parte do seu tratamento, logo não deve receber nenhum alimento do exterior.

Colabore com o médico, enfermeiros e nutricionista.

As refeições são servidas no seguinte horário:

  • Pequeno Almoço – 9 horas
  • Almoço – 12 horas
  • Merenda  – 16 horas
  • Jantar – 19 horas
  • Ceia  – 22 horas

Sempre que puder, tome as suas refeições na sala de Refeições. É mais agradável para si e facilita o funcionamento da Unidade.

Os seus familiares poderão assistir e colaborar na sua refeição.

 

Horário das Visitas

Das 10h30 horas às 20h00.

  • Os seus familiares e amigos contribuirão para que se sinta mais acompanhado durante o internamento, proporcionando-lhes momentos agradáveis;
  • Poderá receber visitas todos os dias no horário previsto, podendo ser flexível quando se justificar;
  • A família e os amigos são importantes para si, mas o repouso também faz parte do seu tratamento;
  • Visitas em grande quantidade e barulhentas podem perturbá-lo a si e aos outros doentes.

Colabore connosco e peça às suas visitas que:

  • Sigam as instruções dos Enfermeiros e/ou outros profissionais em serviço;
  • Respeitem a sua privacidade e a do seu companheiro de quarto.

Direitos e Deveres dos Doentes?

Direitos dos doentes:

  •  O doente tem direito a ser tratado no respeito pela dignidade humana;
  •  O doente tem direito ao respeito pelas suas convicções culturais, filosóficas e religiosas;
  •  O doente tem direito a receber os cuidados apropriados ao seu estado de saúde, no âmbito dos cuidados preventivos, curativos, de reabilitação e terminais;
  •  O doente tem direito à prestação de cuidados continuados;
  •  O doente tem direito a ser informado acerca dos serviços de saúde existentes, suas competências e níveis de cuidados;
  •  O doente tem direito a ser informado sobre a sua situação de saúde.

Deveres dos Doentes:

  • O doente tem o dever de zelar pelo seu estado de saúde. Isto significa que deve procurar garantir o mais completo restabelecimento e também participar na promoção da própria saúde e da comunidade em que vive;
  • O doente tem o dever de fornecer aos profissionais de saúde todas as informações necessárias para obtenção de um correcto diagnóstico e adequado tratamento;
  • O doente tem o dever de respeitar os direitos dos outros doentes;
  • O doente tem o dever de colaborar com os profissionais de saúde, respeitando as indicações que lhe são recomendadas e, por si, livremente aceites;
  • O doente tem o dever de respeitar as regras de funcionamento dos serviços de saúde;
  • O doente tem o dever de utilizar os serviços de saúde de forma apropriada e de colaborar activamente na redução.
direitos-deveres-doentes-pagina
unidade-cuidados-continuados-longa-duracao

REDE DE CUIDADOS CONTINUADOS INTEGRADOS

CIRCUITO DE INGRESSO NA REDE DE CUIDADOS CONTINUADOS INTEGRADOS (RNCCI)

Acesso à Rede:

Se estiver internado num hospital do Serviço Nacional de Saúde
Contacte o serviço onde está internado ou a Equipa de Gestão de Altas (EGA) desse hospital.
A EGA do hospital onde o doente esteja internado, em situação de episódio agudo de doença,
é quem analisa a situação do doente. Se verificar que tem as condições necessárias para ser
encaminhado para a RNCCI, envia uma proposta de admissão à Equipa Coordenadora Local
da área de residência.

Se estiver em casa, num hospital privado ou noutras Instituições ou Estabelecimentos
Se estiver (ou conhecer alguém que esteja) em situação de dependência que precise de
cuidados continuados de saúde e/ou apoio social, deve contactar um médico, enfermeiro ou
assistente social do Centro de Saúde da área onde reside o doente. Uma equipa do Centro de
Saúde vai então avaliar a situação do doente. Se verificar que tem as condições necessárias
para ser encaminhado para a Rede, envia uma proposta de admissão à Equipa Coordenadora
Local da mesma área.
O doente e o cuidador (a pessoa que o assiste) estão envolvidos ao longo de todo este
processo.

Documentação

Pode consultar o documento original na secretaria da ERPI SJD

GALERIA

NOTÍCIAS

Contactos

Telef:

+351 279 341 275
Fax: 279 341 277

Morada

Avenida de Espanha nº1
5200-203 Mogadouro

Email:

uccmogadouro@misericordiamogadouro.com